Comece a ler quadrinhos I – Cinco dicas do JdO para você não desistir logo de cara

14/03/2017



Quando eu comecei a ler quadrinhos, há alguns anos atrás eu não sabia muita coisa. Vou ser bem honesta: eu sabia que existia a Marvel e ela era responsável pelos Vingadores e a DC, responsável pela Liga da Justiça. Pronto! Eu não fazia ideia do que era um arco, o que era um mix de revistas, onde começar o que, o que era pós Crise, o que era Universo Ultimate, o que era um reboot. Eu não sabia nada. Fui lá na cara e coragem procurar vídeos e artigos na internet. E eu preciso dizer que na época eu não tive também muita paciência.

Então essa é a primeira coisa que você precisa saber: não foi fácil pra mim, pode não estar sendo fácil pra você. Caso se identifique com essa frase, continue esse texto.


Primeiro, eu não sou nenhuma especialista em quadrinhos. Eu leio a somente cinco anos! É pouco se você considerar que nesses cinco anos eu intercalei duas faculdades que eu não terminei, um curso, problemas pessoais e que mesmo começando em 2012, eu fiquei mais ou menos até julho de 2013 sem ler quase nada. Segundo, eu não sei tudo sobre todos os super heróis, mas eu sei onde achar as coisas. E esse é o intuito desse guia. Tentar trazer algumas coisas de uma forma mais resumida, numa “linguagem minha”, que talvez soe atrativo para alguém.

Eu sei que uma pessoa eu vou estar ajudando pelo menos. (oi Tatiana!)

E eu sei também que as coisas que eu posso vir falar a seguir podem soar muito óbvias, mas foram coisas óbvias que funcionaram para mim e podem funcionar para você. Não é uma regra longe disso, mas como esse é uma guia produzido por minha pessoa, antes de entrar no mérito de por onde eu devo começar a ler, essas são algumas coisas que podem fazer diferença para ti (bem fizeram para mim).

1º: Não tenha vergonha de perguntar!

Sim, eu não tive muitas pessoas a quem recorrer quando comecei a ler quadrinhos, e isso foi uma parte responsável por ter rolado um desanimo comigo. Mas não tenha vergonha de perguntar. Em 2012 eu não conhecia sites formados por minas que entendiam sobre quadrinhos nem youtubers que faziam resenhas e guias sobre quadrinhos. Essas pessoas provavelmente vão ser as primeiras a ter dar algum norte. Sim, pode ser que no meio disso tudo você se depare com algumas grosseiras mas não tenha medo! Persistir sempre, desistir nunca! 

Alias, se ao longo desse guia quiser conversar comigo, me encontro super aberta a tentar responder algumas perguntas!
 

 
2º: Não espere encontrar nos quadrinhos o que você viu nos cinemas

Isso pode desanimar algumas pessoas, mas é verdade. E isso vale tanto para Marvel quanto para DC e qualquer outra editora que já levou alguma adaptação para os cinemas ou TV. Embora role um esforço grande por parte deles, nunca é igual ao material original. Então se você espera encontrar a Guerra Civil dos cinemas na HQ ou o Flash da TV nos quadrinhos, isso vai te desanimar. 

Entretanto isso não faz uma mídia melhor ou pior que a outra. Vivemos numa época de adaptações, algumas são muito boas e outras nem tanto. E já aconteceu de um super herói sair melhor nos filmes do que nos quadrinhos (o caso do Homem de Ferro), o que acabou indo um pouco para o papel. Não tenha preconceito, mantenha sempre sua mente bem aberta a coisas novas!

3º: Comece lendo coisas que você já gosta

Gosta do Batman por causa dos filmes? Da Liga da Justiça por causa da animação? Dos Vingadores mesmo não sabendo muita coisa sobre eles? Então é por ai que você deve começar! Não adianta muito você querer ler DE TUDO numa tacada só se você não sabe se você vai gostar de tudo. Começar por onde você gosta, é a porta de entrada para você pegar gosto pela coisa.

Então se calma que a vez de Fabulas, V de Vingança e Sandman vão chegar!  

4º: Mantenha seu coração aberto

Bem, reboots existem. Histórias e arcos ruins também. Nem somente historias boas o Superman e o Capitão América são feitos. Talvez no meio da sua descoberta você se depare com coisas que não vai gostar nenhum pouquinho, mas não deixe o pensamento de “tudo relacionado a esse herói é ruim” tomar conta. Eu achava que o Lanterna Verde não era essas coisas e me ferrei.

Demorei uns três anos pra descobrir meu herói favorito.


5º: Dica mais importe, respeite o coleguinha


Acontece gente. Vivemos no meio da era “hater de internet”. A rivalidade entre a DC e a Marvel ao meu ver não existe, mas entre os fãs bem, ela é real, o que pode ser um pouco incomodo. Então tente  aceitar que têm pessoas que vão preferir o Batman e têm pessoas que vão preferir o Superman. Alguns acham o Capitão América melhor, e outros preferem o Homem Aranha. Isso não faz o gosto de um ou de outro superior. 

Se você não consegue fazer isso, sugiro que nem continue esse guia pois provavelmente haverá menções a historias aclamadas por uns que eu não acho lá essas coisas. Respeito é sempre fundamental!



A partir daqui, você já tem uma base por onde começar. Já que ao meu ver, a vontade de ler quadrinhos tem que partir do seu interior e não somente porque é algo que está em alta e etc. E vindo do seu interior existem algumas coisas que você deve saber para manter seu coração calmo. 

Espero que você não esteja muito ansioso, pois darei continuidade ao assunto, entrando mais no mérito de como começar no próximo post. Caso esteja muitooo ansioso, fica a dica: tente começar por histórias do selo Nova Marvel (como os Vingadores de Hickman) ou os Novos 52

Não garanto qualidade, mas você com toda certeza, vai ficar mais calmo até o próximo post. 



 


0 comentários:

Postar um comentário