[Crítica] It's morphin time! Power Rangers (2017)

27/03/2017


Eu tive que esperar aproximadamente umas 48 horas para acalmar meu coração e escrever essa critica de forma apropriada pois 1. nunca escrevi uma e 2. eu estava potencialmente louca. Pois sim, Power Rangers é para mim até agora o melhor filme desse primeiro trimestre [sorry Logan sorry NOT sorry A Bela e a Fera].

POWER RANGERS (2017)

Dirigido por Dean Israelite
 
Power Rangers acompanha a trajetória de cinco adolescentes comuns, que descobrem dons extraordinários quando eles percebem que a sua pequena cidade, Angel Grove, e o mundo inteiro está a beira de ser extinto por uma ameaça alienígena. Escolhidos pelo destino, os jovens heróis descobrem rapidamente que eles são os únicos que podem salvar o planeta. Mas, para isso, eles terão que superar seus problemas da vida real e se unir como os Power Rangers.

Roteiro: John Gatins

Elenco: Dacre Montgomery, Naomi Scott, RJ Cyler, Becky G, Ludi Lin, Bryan Cranston, Elizabeth Banks, Bill Hader, David Denman, Sarah Grey, Anjali Jay, Fiona Vroom.
Nota: 8,5/10

Atire a primeira pedra quem não achava que esse filme podia dar perigosamente errado. Quer dizer é os Power Rangers, uma das nossas memórias mais nostálgicas da infância, aquela coisa toda colorida que virava e mexia soltava faiscas. Quando o remake foi anunciado, eu pensei duas coisas: ou eles iam errar na mão e iam fazer um filme sério demais ou ele seria Power Rangers demais (o que pro cinema atual podia ser bem perigoso). Mas enfim, dado o um ano do anuncio até o lançamento dos primeiros trailers eu abri meu coração para a proposta e aguardei até o final de semana da estreia para receber ele na minha vida. 

Caso você seja um pouco desinformado a história do filme é basicamente com os mesmos personagens da temporada de Mighty Morphin Power Rangers, de 1993. No filme, unidos pelo acaso, Jason, Kimberly, Trini, Zack e Billy descobrem as moedas do poder numa pedreira numa pequena cidade chamada Alameda dos Anjos. De certa forma, escolhidos por essas moedas do poder, os cinco jovens embarcam numa jornada de descoberta pelo destino que foi designado a eles: os cinco são os únicos que podem salvar o planeta de um ataque alienígena comandado por Rita Repulsa, uma inimiga muito antiga dos Power Rangers. 

Por mais sessão da tarde que esse plot possa ser, e sim, muito conhecido pela gente, Power Rangers surpreende de uma forma muito positiva! O filme é bem estruturado, tem um roteiro coeso que justifica porque cada um dos jovens foram escolhidos para se tornar um ranger. Sim o filme tem uma pegada de O Clube dos Cinco com Vingadores, mas é extremamente divertido. As piadas são bem colocadas, os momentos dramáticos também (dei uma segurada nervosa no choro em certa parte que não vou falar para não dar spoiler). Embora exista sim uma demora para vermos os cinco jovens em suas armaduras de rangers, você não percebe essa demora e aceita de coração os motivos que levam a tal coisa. 

Todos os personagens principais tem um bom tempo de tela e ninguém fica de fora. O mesmo tempo que é destinado a Jason, que futuramente se torna líder dos rangers é dado a Trini, a ranger amarela. O que é ótimo, porque um dos meus maiores medos era de esse tempo de tela fosse mal trabalhado. Tem representatividade gente! De uma forma honesta, que você abraça e qualquer um pode facilmente se identificar com a personagem. Bem diferente que certos filmes venderam por ai #shade. 

A Elizabeth Banks me surpreendeu como Rita Repulsa, numa versão meio maluca psicótica, que acabou trazendo uma versão revigorada para a personagem que podia ter sido completamente satirizada na tela. E sim! O tempo de tela é bem dividido e todos os rangers são bem trabalhados, mas o Billy com certeza ganhou o meu coração! Talvez quem fique um pouquinho mais atrás seja o Zack, vivido por Ludi Lin, porém foi talvez a minha maior surpresa desse filme porque eu comecei o filme não gostando nadinha dele. 

Enfim gente, as referências estão lá. Os easter egg estão lá, o go go Power Rangers tá lá! É um filme para adultos e crianças, fãs da série ou não. Ele emociona, ele diverte, arrepia e surpreende. É um ótimo inicio do que pode ser uma das maiores franquias dos próximos anos no cinema, se eles continuarem nesse ritmo. 

E atenção! Tem cena pós crédito e q-u-e c-e-n-a! 

Power Rangers é um filme pipoca que diverte, te faz rir e sair com a sensação que a muito tempo não via um filme divertido. Não deixe de conferir ele no cinema mais pertinho da sua casa.

Prós:

  • Representatividade
  • Elenco diverso
  • Roteiro estruturado
  • Nostálgico mas novo ao mesmo tempo 
  • Divertido

Contras:

  • Toca Go Go Power Rangers só durante 15 segundos
  • Não tem o dois confirmado ainda
  • Os mais chatos que provavelmente odeiam BvS podem não gostar pela falta de "ação"

2 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Confesso que quando anunciaram o filme, foi uma das que não colocou fé na produção. Porém, leio tantas resenhas positivas que estou ficando empolgada com o filme. Adorei sua resenha,pois me deixou bastante curiosa para assistir o filme.

    http://www.meioassimetrica.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não coloquei nenhum pouquinho mas amei tanto tanto! Vai ver, certeza que assim como muita gente você vai adorar ♥

      Excluir